Este é um trajeto muito gostoso e bonito de se fazer. 

A região sul da França é um verdadeiro cartão postal de imagens que mostram o lindo mar Mediterrâneo, de um azul indescritível, que contrasta com o início da cadeia dos Alpes.

Incluímos também nesta página, as cidades de Toulouse, Avignon e Dijon que fizeram parte deste nosso trajeto de viagem.

Partimos de Paris com destino a Bordeaux num moderníssimo trem de alta velocidade francês: o famoso TGV (www.tgv.com), viajando a mais de 200 km/h.

Chegamos a Toulouse, uma cidade que fica às margens do intempestivo rio Garrone. Era nesse ponto do rio que os peregrinos, que se dirigiam a Santiago de Compostela, conseguiam cruzá-lo. Isto fez de Toulouse uma cidade muito importante naqueles tempos. Hoje é a quarta maior cidade da França, de onde saiu o Concorde

Mais informações sobre a cidade em: www.mairie-toulouse.fr

 

A cidade é conhecida como "La Ville Rose" devido às construções erguidas com tijolos feitos com o barro vermelho da região.

 

 

Paralelo ao rio Garrone, no ano de 1666, foi construído um canal que permitia a ligação entre o oceano Atlântico e o mar Mediterrâneo, denominada de Canal du Midi. Atualmente ele faz parte do charme da cidade e ainda é navegável.

 

 

De lá, fomos para Avignon, que foi a sede do Papado Cristão por um século (1309 - 1411), durante o qual 10 papas se instalaram no imponente Palais des Papes e costumavam dar as bênçãos nessa janela imensa, onde nós aparecemos num pontinho branco. 

 

Visite Avignon através dos sites: www.mairie-avignon.fr/  ou  www.palais-des-papes.com ou  www.ot-avignon.fr

 

 

Mas o charme está mesmo na Pont d'Avignon que "tenta" cruzar o rio Rhône, que nasce nos Alpes (no Lac Léman) e é muito violento. 
Foi construída em 1177 e era composta por 21 arcos, mas uma enchente no século XVII a destruiu parcialmente. Restaram apenas esses três arcos. Há uma música infantil muito conhecida na França que diz que dançar sobre a ponte trás felicidade. Não deixamos essa oportunidade escapar... 
 

Para conhecer a música, visite os sites: http://ourworld.compuserve.com/homepages/Thierry_Klein/lepontda.htm http://kididdles.com/mouseum/s048.html

 

Deixando Avignon, partimos para conhecer uma das mais belas regiões do mundo: a Riviera Francesa.

Uma das primeiras cidades é Cannes, famosa pelo Festival de Cinema que ocorre neste teatro. 

(www.ville-cannes.fr)

 

 

 

Nice é uma das belíssimas cidades da região. Essa foto mostra a vista da costa do Mediterrâneo (Côte d'Azur) com a cidade de Nice e o Mont Le Chateau ao fundo. (http://www.nice-coteazur.org)

 

 

 

Um passeio que vale a pena fazer é alugar um carro em Nice e percorrer o litoral por uma rodovia sinuosa, chegando até a divisa com a Itália.

Este é o famoso túnel que passa pelo morro de Baron, uma formação calcária que marca o início da cadeia dos Alpes (Pré-Alpes).

 

 

 

 

 

Depois de ultrapassá-lo, já se pode avistar o Principado de Monaco (www.menton.com) e a sua charmosa cidade de Monte Carlo.

 

 

 

A cidade é "chiquérrima" (www.monte-carlo.mc) e dá até para sentir o cheiro de dinheiro no ar. 

Este é o famoso Cassino de Monte Carlo de onde se via um "entra e sai" de carros fantásticos...

 

 

 

 

Em suas estreitas ruas acontece o Grande Prêmio de Monaco de Fórmula 1. Nesta curva tivemos a emoção de lembrar do maior vencedor desse Circuito: o inesquecível Ayrton Senna.

 

 

Pegamos novamente o TGV e fomos para Dijon, uma aristocrática cidade onde viviam os duques da região da Bourgogne. (www.ot-dijon.fr)

É muito conhecida pelos amantes da boa cozinha, especialmente para quem gosta de mostarda. É de lá que vem a famosa "Moutarde Maille".

 

 

 

 Dentre as belíssimas construções da cidade, destaca-se a Catedral de Notre-Dame de Dijon, do século XIII. Em um dos seus pilares, a família Chambellan mandou esculpir uma coruja que se tornou o símbolo da cidade. Dizem que todos os que passarem a mão nela terão sabedoria e felicidade.

Pela cor dela dá para perceber que ninguém deixa de passar a mão...

 

 

 

Nós gostaríamos de agradecer a Alliance Française de Curitiba (www.afcuritiba.com.br) por todo conhecimento transmitido durante nosso curso de francês e especialmente ao Prof. Norberto que nos mostrou como admirar a cultura da França.
 

VOLTAR